A Vida de Leonardo da Vinci

(publicado originalmente em Dama de Copas)
A biografia do Leonardo da Vinci, escrito pelo historiador Walter Isaacson, autor de outras biografias renomadas como de Albert Einstein e Steve Jobs) está incrível!  Se você gosta de história, arte e – por quê não, romance – não tem como não curtir esse livro.
Neste volume incrível, Walter nos apresenta a fascinante história do menino que nasceu bastardo numa cidadezinha italiana do século XV e, sem ter nenhum acesso a uma educação de nível, se tornou um dos maiores gênios da história da arte. Na verdade, ser bastardo foi crucial para que ele tivesse a liberdade de seguir seu talento e tornar-se o mestre que se tornou.
O livro conta sobre sua infância na cidade toscana de Vinci – por isso, o conhecemos por Leo da Vinci hoje.
Iniciou sua carreira como um simples aprendiz e desde os primeiros dias chamava a atenção pelo seu perfeccionismo, sua paciência, sua capacidade de observação e talento. Ele não só pintava, mas também tinha interesse e talento descomunal pela área das ciências, arquitetura e urbanismo.
Nutria uma paixão por estudar o vôo dos pássaros, e assim projetou máquinas voadoras, roupas de mergulho e sistemas de drenagem. Além disso, projetou também pontes e cidades inteiras, e criou técnicas de construção válidas até os dias de hoje.
A obra traz detalhes sobre sua personalidade e seus relacionamentos, e ficamos sabendo também que Leo era seletivo com o tipo de trabalho que aceitaria fazer. Priorizava amigos ou pessoas próximas, e não gostava de receber ordens em demasia. Conseguia retratar detalhes da anatomia humana de forma única.
A última ceia, uma de suas obras mais importantes, que retrata os apóstolos na última reunião antes de Jesus ser crucificado – e está hoje disponível no Louvre, em Paris – é um exemplo de como ele misturava gema de ovo, óleos e cera de abelha para para conseguir chegar na técnica que vislumbrava para suas telas. Ele era incansável até conseguir atingir o nível de perfeição que queria.
O autor explica de forma quase poética como analisar um quadro, prestando atenção em detalhes como o estilo da pincelada ou na paleta de cores. Ele faz um apanhado riquíssimo sobre sua obra, traz muitas imagens e escreve de maneira leve, mas com MUITA informação e riqueza de detalhes sobre seus quadros e feitos. Tudo baseado nos cadernos que o próprio Leonardo deixou – e em outras biografias sobre ele.
Monalisa foi a pintura a qual mais se dedicou, no fim de sua vida. Ela foi encontrada ao seu lado, no leito de sua morte, e é uma das obras de arte mais célebres do planeta.
A vontade que fica é a de viajar para conhecer todas as suas obras de perto =)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s